Notebook Feito de Plástico, Alumínio ou Fibra de Carbono ?

Quando você compra um notebook hoje em dia, verá mais marketing dedicado aos materiais do chassi do notebook do que aos componentes internos. Infelizmente, a menos que você tenha feito muita pesquisa, você pode não saber o que significam os termos de marketing bem elaborados e o que eles significam pra você. Felizmente, você não precisa de um diploma em ciência dos materiais para descobrir. Aqui está um glossário completo dos materiais mais populares presentes nos notebooks comercializados para ajudá-lo a separar o trigo de fibra de carbono do joio de plástico barato.




Atualmente, estamos experimentando um renascimento de notebooks, com especificações incríveis e um trabalho de design realmente incrível que adorna os modelos mais recentes. Como parte desses projetos de próxima geração, também estamos vendo muitos materiais novos entrando nos notebooks. Alumínio, magnésio, fibra de carbono, até mesmo o super-resistente Gorilla Glass.



NOTEBOOKS DE PLÁSTICO:
A maioria dos notebooks baratos e até mesmo gamers de médio porte são feitos de acrilonitrila-butadieno-estireno, mais comumente conhecido como plástico ABS. É relativamente barato e leve, com uma densidade de 1,08 gramas por centímetro cúbico, mas não é tão durável ou tão bom na condução de calor como as ligas metálicas feitas de alumínio ou magnésio.

À medida que os projetos de notebooks ficam mais finos e elegantes, os fabricantes estão usando uma variedade de materiais em sua construção. Plástico (ou policarbonato) é o material mais barato e mais comumente utilizado em chassis de notebook, mas os fabricantes têm demonstrado grande engenho em fazer plástico que não parece barato. A técnica mais comum é chamada de decoração em molde ou laminação em molde, um processo popularizado pela HP, Toshiba e Acer, no qual padrões decorativos são infundidos entre camadas de plástico. Esse processo evoluiu para impressões e texturas gravadas, comumente vistas em tampas de notebooks.



Para começar com as vantagens deste tipo de material, a primeira coisa que temos que mencionar é a ótima conexão.O plástico não impede a passagem de vários tipos de ondas e, portanto, os fabricantes podem usar antenas internas. Também é muito barato maquinar, o que reduz automaticamente o preço do produto final. Há muitas nuances quando se fala em notebooks feitos de plástico, muitos são mesmo baratos e flexionam com facilidade quando você aperta com a mão, isso pode causar uma péssima sensação de afundamento do teclado, danos na tela caso algum objeto pressione a tampa do aparelho e um simples tombo ja pode resultar em pedaços quebrados e fendas abertas, entretanto vale observar que algumas fabricantes fazem notebooks com plástico mais espesso que passa maior sensação de resistência.

O Plástico também é extremamente ineficaz quando se trata de condutividade térmica. É perceptível que sob condições de igualdade, os dispositivos feitos de plástico dão resultados significativamente piores nos testes de desempenho. Isso ocorre porque o policarbonato tem uma condutividade de 0,22 W / m * K (Watts por metro Kalvin) e, para comparação, o alumínio tem 205 W / m * K, magnésio - 156 W / m * K e vidro comum - 0,8 W / m * K . Por causa do calor, o processador e o chip gráfico não conseguem atingir as freqüências de clock necessárias devido a medidas de proteção contra o superaquecimento.



NOTEBOOKS DE FIBRA DE CARBONO:
Leve e flexível, a fibra de carbono, às vezes chamada de "híbrido de fibra de carbono", consiste de fios que são tecidos através de uma matriz de polímero (plástica) que geralmente é uma forma de resina epóxi. Você encontra fibra de carbono em alguns dos notebooks leves mais caros, incluindo o Dell XPS 13, o Lenovo ThinkPad X1 Carbon, Y40 e o HP Spectre. "A própria fibra de carbono é literalmente fibra", disse John McCarthy, Gerente de Produtos da HP. " Se você sente fibra de carbono não impregnada, quase se sente como pano."

A fibra adiciona muita força ao plástico, pesa muito pouco e conduz o calor, fazendo com que ele se sinta relativamente frio ao toque, mesmo quando colocado acima de componentes quentes. Fibra de carbono, muitas vezes, mas nem sempre tem uma textura tecida, de toque suave. As tampas XPS 13 e Chromebook 13 da Dell fornecem uma sensação típica de fibra de carbono.



A fibra de carbono é um pouco imprópria: o material que é tão popularmente retratado em aviões e carros esportivos é, na verdade, um composto de fios de carbono trançados e bases poliméricas mais rudimentares. Basicamente, é um plástico de alta tecnologia reforçado com carbono sintético. O resultado é um material com uma relação peso / resistência extremamente alta, permitindo uma proteção semelhante a um metal ou liga em uma fração do peso.

Além disso, parece muito legal. A maioria dos fabricantes gosta de exibir o material de fibra de carbono em seus projetos, resultando em um tecido cinza e preto que é instantaneamente reconhecível. Os notebooks XPS da Dell usam corpos de fibra de carbono com tampas e fundos de liga de alumínio. O material é, pelo menos em alguns aspectos, mais fácil de moldar do que o metal, exigindo apenas um molde fundido simples para peças maiores, em vez de um processo de fresamento controlado por máquina. A fibra de carbono conduz calor a uma fração da taxa de alumínio ou magnésio, tornando-a uma escolha ideal para áreas do notebook onde os usuários provavelmente colocarão a pele, como o apoio para as mãos.

No entanto, a fibra de carbono tem algumas desvantagens distintas sobre os materiais de notebooks mais convencionais. Por ser um composto do tecido de carbono e polímero mais frágil, seu acabamento não é nem de longe tão durável quanto o interior tecido - é muito mais suscetível a arranhões e amassados ​​visíveis. Os componentes podem ser quase tão seguros quanto o metal, mas uma queda de canto ou impacto de perfuração ainda parecerá muito ruim. A fibra de carbono também é muito mais cara para produzir do que a própria liga de magnésio.

A linha ThinkPad Carbon usa quadros de fibra de carbono e painéis de corpo de magnésio.
Por causa disso, ele está sendo implantado principalmente como um material de combinação, com chassis usando fibra de carbono leve e atraente em componentes internos como o apoio para as mãos e o touchpad enquanto usa metal de liga no exterior. Até hoje, não houve um corpo de notebook feito inteiramente de fibra de carbono.



NOTEBOOKS FEITOS DE MAGNÉSIO:
Um tipo de metal popular encontrado em muitos dispositivos, particularmente na superfície inferior de notebooks, o magnésio é tão durável e condutor de calor quanto o alumínio. No entanto, é visivelmente mais leve que o alumínio, com uma densidade de 1,7 gramas por centímetro cúbico versus 2,7 gramas por centímetro cúbico para o alumínio. Infelizmente, também é mais caro que o alumínio. "Você preferiria usar magnésio", disse Nikhil Gupta, cientista de materiais e professor da Escola de Engenharia da Universidade de Nova York. "Mas há dois problemas com o magnésio. O primeiro é mais caro e o segundo é a corrosão." Como o magnésio por si próprio corrói com muita facilidade, explicou Gupta, os fabricantes precisam adicionar revestimentos caros ou colocar magnésio em uma liga com elementos caros de terras raras, como neodímio, lantânio, cério e ítrio.

O magnésio, uma alternativa ao alumínio, é usado como uma liga primária para um número crescente de projetos de notebooks. É mais leve em volume do que o alumínio em aproximadamente 30% (é na verdade o metal estruturalmente mais leve do mundo), embora tenha uma maior relação resistência-peso. Isso permite que os corpos eletrônicos de liga de magnésio sejam mais finos do que os similares de alumínio com a mesma durabilidade geral. O magnésio também é menos condutor térmico, o que significa que os projetistas têm mais liberdade para colocar componentes internos que não criam um chassi desconfortavelmente quente.



O magnésio é geralmente mais fácil de usar do que o alumínio em termos de fabricação, abrindo novas capacidades de design para fabricantes de notebooks. Infelizmente, também é consideravelmente mais caro como um metal. Para compensar isso, os fabricantes às vezes combinam cartuchos de magnésio com partes de plástico mais baratas no quadro ou áreas internas como o apoio para as mãos. Projetos com corpo de magnésio completo, como o Surface Pro e algumas entradas premium nas linhas HP ENVY e Lenovo ThinkPad, tendem a ser mais caros do que os modelos comparáveis.

Entre liga de alumínio e liga de magnésio, realmente não há diferença suficiente para influenciar a compra de um novo notebook de uma forma ou de outra. Com o aumento da rigidez, uma caixa de magnésio pode ser menos propensa a dobrar ou entortar do que uma de alumínio, mas também é mais propensa a rachar com o aumento da pressão. As propriedades térmicas provavelmente não serão tão notáveis.



NOTEBOOKS DE ALUMÍNIO:
 Se existe uma opção “mais antiga” com a nova geração de designs de notebook, é o alumínio. Empregado pela Apple em seu poderoso PowerBooks em 2003, a liga de alumínio substituiu a liga de titânio das gerações mais antigas. O raciocínio era duplo: usar o processo de anodização para finalizar e colorir o metal resolveu a questão da tinta lascada das gerações anteriores, e o alumínio é mais barato de se comprar e trabalhar do que o titânio. Embora sua densidade mais baixa signifique que os cascos de alumínio precisam ser mais espessos, essa rigidez extra geralmente resulta em um design que é menos propenso a dobrar, deformar e amassar.

Foi na introdução do Macbook Air que a Apple estreou sua linguagem de design “unibody”, com o corpo principal (e mais tarde a montagem de tela) formado a partir de uma única peça de liga de alumínio usinada mecanicamente. Isso agora se tornou mais ou menos o padrão para notebooks de última geração. Embora a fabricação dessas peças específicas seja cara, ela permite que os notebooks sejam projetados com menos partes do corpo em geral, simplificando a fabricação como um todo e tornando-os menos propensos à distorção e deformação do corpo. Anodização, um tratamento de liga que pode ajudar com a dissipação de calor e resistência à corrosão, também pode ser usado para "tingir" as diferentes cores do alumínio.



As ligas de alumínio são tipicamente mais resistentes que os plásticos, especialmente quando usadas em projetos monoblocos. Mas eles vêm com algumas desvantagens bastante óbvias: até mesmo os corpos relativamente grossos de notebooks de alumínio de alta qualidade afetam o impacto, e eles o fazem com mais frequência do que os plásticos devido à falta de flexão em um chassi de várias partes. O alumínio também conduz o calor muito melhor do que o plástico, tornando alguns notebooks desconfortáveis ao toque. É preciso empregar engenharia significativa no estágio de projeto para manter as zonas de aquecimento, como o processador e os dissipadores de calor, longe de áreas nas quais o usuário possa tocar a máquina por longos períodos de tempo.

Muitos dispositivos caros têm alumínio em pelo menos parte do seu chassi. Em notebooks, você encontrará o material na tampa e, em produtos mais extravagantes, como MacBooks, no deck, no fundo e nas laterais. Além de parecer e se sentir mais premium que o plástico, o alumínio é mais durável e melhor na condução do calor. Quando seus componentes internos não pressionam muito o ar quente contra o chassi, o alumínio fica frio ao toque. No entanto, se o interior de um dispositivo de alumínio não tiver isolamento adequado ou fluxo de ar para afastar o calor de sua pele, o exterior fica muito mais quente do que o plástico.

Por outro lado, o alumínio também pode conduzir o calor longe dos componentes internos, permitindo que eles funcionem melhor e mais rápido. O alumínio regular tem uma densidade de 2,7 gramas por centímetro cúbico, que é um pouco mais pesado que o magnésio (1,7 gramas por cc) ou plástico ABS (1,08 gramas por cc) no mesmo tamanho. É importante notar que o alumínio é sempre parte de uma liga com outros metais, embora os fabricantes raramente divulguem o que é a mistura.

Alumínio Unibody é um alumínio que foi cortado com usinagem de controle numérico computadorizado (CNC). Uma máquina CNC especial esculpe o chassi de um bloco gigante de alumínio, um processo que cria uma única peça de metal para o chassi, em vez de ter peças estampadas em cima de um molde de plástico. A HP usa alumínio CNC em vários de seus dispositivos premium, incluindo o notebook Specter x360 e o tablet Elite x2.

"O benefício de um processo CNC é que você pode deixar o material exatamente onde você precisa e você pode cortar o material exatamente onde você precisa", disse McCarthy, da HP. "Se é uma folha estampada ou perfurada, você só pode fazer uma pele. Se você precisar adicionar um parafuso [a essa pele], você precisa colar outra peça."


VIDRO TEMPERADO
A ascensão dos smartphones no final dos anos 2000 transformou o vidro temperado - em particular o vidro Gorilla Glass patenteado pela Corning - um material estrutural recém-considerado para todos os tipos de eletrônicos. Além do uso bastante óbvio de notebooks com tela sensível ao toque, alguns designs mais recentes usaram vidro temperado para tampas de notebooks e até mesmo touchpads premium de fácil acionamento.

Alguns notebooks HP Spectre usam tampas de vidro temperado, telas, apoios para as mãos e touchpads.
O vidro temperado moderno é algo surpreendente, incorporando resistência a arranhões que é quase tão boa quanto materiais como safira sintética. Também parece muito bom, e agora é relativamente barato integrar-se ao design de um notebook.

Mas esteja atento, o vidro temperado ainda é ... bem, vidro. Ele pode ser resistente a riscos e menos provável de quebrar do que um painel típico, mas uma queda em qualquer superfície razoavelmente dura ainda quebrará telas, tampas e touchpads. Como um material para corpos de notebooks, o vidro temperado é uma adição cosmética, e não particularmente durável.



CONCLUSÃO:
A maioria dos chassis dos notebooks é feita de plástico, alumínio, magnésio ou fibra de carbono. Plástico é o mais barato e geralmente o menos atraente destes, mas todos os quatro materiais são capazes de fornecer aparência elegante, durabilidade e baixo peso, dependendo de como eles são implantados.

Se você está preocupado em obter um notebook que permaneça frio ao toque, plástico e fibra de carbono devem ser melhores que o metal, mas o que realmente conta é como o dispositivo dissipa o calor. Um notebook de alumínio com um ótimo sistema de resfriamento interno irá superar um modelo de fibra de carbono que tem um ponto de aquecimento gigante sob o convés.

Se você realmente quiser saber até que ponto um dispositivo sobreviverá ao abuso, observe as solicitações de durabilidade do fabricante, e não o nome do material. Por exemplo, um laptop forte terá sido projetado para passar nos testes de durabilidade MIL-SPEC 810G para choques, vibrações e temperaturas extremas. Só porque um dispositivo tem alumínio ou magnésio, isso não significa que seja muito forte.


No geral, conhecer os materiais em um notebook é útil, mas você não obterá todas as informações necessárias ao consultar uma fichá técnica que mostra apenas o nome da substância. Ler as resenhas, analisar as reclamações de durabilidade (teste MIL-SPEC) ou visualizar um dispositivo pessoalmente dará a você uma melhor impressão de como ele é atraente, forte e agradável ao toque.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE COMENTAR LEIA PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

DÚVIDAS PRÉ-COMPRA:

* Os preços estão maiores !? Preços sobem e descem todo instante, prefiro recomendar aquilo que é o melhor possível do que o que é mais barato

* Como sei se um note roda um jogo? Pesquise no youtube por gameplays do jogo com uma configuração semelhante a do seu note. Ex: Cs Go i5 8250U MX150

* Devo escolher melhor processador ou placa de vídeo ? melhor placa de vídeo

* Entre placas de vídeo escolho série MX ou GTX ? GTX

* E entre MX e Intel Graphics ? MX

* Entre processadores escolho série H ou U ? H.

* Há muita diferença entre Core i3, i5 e i7 ? i5 é muito melhor que i3, i7 é pouco melhor que i5

* Turbo Boost é automático ou devo ativar ? Automático

* Posso trocar placa de video do note ? Não

* Mas notebook não esquenta muito? Preparamos uma Lista gigante de formas de manter seu note bem refrigerado

* E se eu não gostar do notebook ? Dentro dos 7 primeiros dias de uso ligue pra loja e peça Direito de Arrependimento, vão te dar um código pra enviar o note de graça e te reembolsar sem precisar justificar



DÚVIDAS PÓS-COMPRA:

* Qual a primeira coisa a fazer em note novo ? Remover Bloatware

* Quais primeiros programas devo instalar no note ? Acesse nossa coleção de programas

* Onde baixo jogos ? Steam e Origin

* Devo jogar com note na tomada ou bateria ? Na tomada

* Como configuro meu note para jogos ? Defina modo de energia em Alto desempenho, defina placa de vídeo dedicada como principal, atualize todos drivers com Driver Booster e feche processos com razer cortex

* Meu note esta lento o que fazer ? Desative programas que iniciam junto com windows

* Qual Cooler devo usar ? Note com saída de ar lateral - Cooler exaustor AC268, Note com saída de ar frontal - OiMaster CF-1691, Notebook Gamer - Black Sir C6

* Que Upgrades recomenda para note ? Instalar SSD, memória ram (Dual Channel), trocar pasta térmica

* Qual Memória Ram e SSD é compatível com meu note ? Acesse o site da crucial
e escolha a opção SCAN COMPUTER, todas memórias compatíveis serão listadas, no manual do seu notebook também diz quais são compatíveis

* Tenho mais Dúvidas onde pergunto ? No nosso Forum ou Grupo